Publicado em 08/12/2015 às 11h50.

Turquia: seis crianças morrem em naufrágio de imigrantes

Segundo a Organização para as Migrações, já morreram 600 pessoas em 2015

Reuters

Pelo menos seis crianças morreram e outras oito pessoas foram resgatadas, nesta terça-feira (8), depois que um barco repleto de imigrantes a caminho da Grécia naufragou na costa oeste da Turquia, perto da cidade de Izmir, relatou a mídia local.

Respondendo a um pedido de socorro à meia-noite de segunda-feira (7), a guarda costeira turca ampliou uma operação de busca até as primeiras horas desta terça-feira, informou a agência de notícias Dogan.

A agência de notícias estatal Anadolu afirmou que a guarda costeira encontrou os corpos de seis crianças, incluindo um bebê, acrescentando que os imigrantes na embarcação eram afegãos. Não ficou claro de imediato quantas pessoas havia a bordo.

Só neste ano, 500 mil refugiados oriundos da guerra civil de mais de quatro anos na Síria, considerado um número recorde, atravessaram a Turquia e arriscaram a vida em barcos frágeis para chegar às ilhas da Grécia, primeira parada para a União Europeia antes de seguirem para países mais ricos no norte e oeste do bloco.

Quase 600 pessoas morreram em 2015 na rota marítima pelo Mediterrâneo, de acordo com a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Mais de meio milhão de imigrantes já aportaram este ano em solo grego, que se tornou a linha de frente de um influxo enorme de pessoas rumo ao Ocidente, fugindo do conflito sírio ou de países sofrendo guerras ou privações.

No dia 29 de novembro, a Turquia fechou um acordo com a UE para ajudar a deter a leva de imigrantes chegando à Europa em troca de 3 bilhões de euros para os 2,2 milhões de sírios que Ancara está abrigando, de vistos e da retomada das conversas sobre a filiação turca à união de 28 nações.

PUBLICIDADE