Publicado em 16/01/2017 às 07h23. Atualizado em 16/01/2017 às 10h48.

Contra suposta venda, CUT fecha acesso à Refinaria Landulfo Alves

O grupo disse ao bahia.ba que vai impedir a visita de representantes da petrolífera francesa Total e vai "partir para o enfrentamento", se necessário

Luís Filipe Veloso
Foto: Divulgação/ CUT-BA
Foto: Divulgação/ CUT-BA

 

Manifestantes bloqueiam o acesso à Refinaria Landulfo Alves, na BA-523, em São Francisco do Conde, na Região Metropolitana de Salvador, desde as 5h desta segunda-feira (16), para impedir uma suposta visita de possíveis compradores de ativos da Petrobras na Bahia.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no estado, Cedro Silva, disse ao bahia.ba que uma comitiva de diretores da estatal brasileira vão acompanhar representantes da francesa Total nesta segunda e também pretendem incluir no negócio terminais de logística e usinas termoelétricas da companhia.

Foto: Divulgação/ CUT-BA
Foto: Divulgação/ CUT-BA

 

“Estamos aqui para impedir a visita e, se necessário, partir para o enfrentamento”, disse Cedro à reportagem. Ele também afirmou que não há previsão para o término do movimento no entorno da refinaria.

Desde o fim da madrugada, a troca de turno e o acesso de qualquer veículo ao local são impedidos pelos manifestantes.

PUBLICIDADE