Publicado em 03/02/2017 às 16h20.

Enfermeiro é encontrado morto e polícia suspeita de homofobia

O Grupo Gay da Bahia estima que, em 2015, 318 pessoas gays, lésbiscas, travestis ou transexuais foram mortas no Brasil - 33 na Bahia

Fernanda Lima

O enfermeiro Marcelo Correia Guerra foi encontrado morto, nesta sexta-feira (3), na cidade de Prado, localizada no sul da Bahia. Conforme a Delegacia da Polícia Civil da cidade, ele morreu após ser atingido na cabeça com uma barra de concreto.

Marcelo, segundo afirmaram testemunhas, era gay e a suspeita é de que ele tenha sido vítima de homofobia. O corpo foi encaminhado para perícia no Instituto Médico Legal (IML) do município de Itamaraju. O caso é investigado pela polícia local.

Vale lembrar que homofobia não é crime no Brasil. O Grupo Gay da Bahia estima que, em 2015 –quando foi realizado o último levantamento –, 318 pessoas gays, lésbiscas, travestis ou transexuais foram mortas no país. Já na Bahia, a organização aponta para 33 mortes.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.