Publicado em 06/05/2021 às 16h54.

Gestores baianos são punidos pelo TCM por atrasos nos pagamentos ao INSS

Prefeito de Canarana, Ezenivaldo Dourado, e os ex-gestores de América Dourada, Rosa Maria Lopes, e de Itarantim, Paulo Silva Vieira, sofrerão representações ao Ministério Público Estadual

Redação
Foto: divulgação TCM
Foto: divulgação TCM

 

Na sessão desta quinta-feira (6), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) determinaram que sejam feitas representações ao Ministério Público Estadual (MP-BA) contra o prefeito de Canarana, Ezenivaldo Dourado, e os ex-gestores de América Dourada, Rosa Maria Lopes, e de Itarantim, Paulo Silva Vieira, pelo pagamento indevido de multas e juros em razão de atraso no recolhimento de parcelas de obrigações previdenciárias devidas ao INSS. Cabe recurso das decisões.

Segundo o TCM, a prefeita de América Dourada terá que devolver aos cofres municipais um total de R$21.676,78, com recursos pessoais, que foram pagos em juros e multas, além de pagar uma multa estipulada em R$1,5 mil.

Já o prefeito de Canarana terá que devolver aos cofres municipais R$153.634,67, com recursos pessoais, e também pagar multa de R$1,5 mil. Ao prefeito de Itarantim foi determinado o ressarcimento de R$90.681,99, com recursos pessoais, e o pagamento de multa de R$1,5 mil.

Os conselheiros do TCM ressaltaram que o pagamento de multa e juros só ocorre devido à omissão dos gestores, que não cumpriram adequadamente a obrigação legal de repassar/recolher as contribuições previdenciárias no prazo e montante exigidos na legislação.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.