Publicado em 21/09/2020 às 10h09.

Incêndio que já consumiu área de 30 hectares no oeste baiano é criminoso, diz secretaria

Fogo teve início nas comunidades quilombolas Reforma e Torrinha

Redação
Imagem: Reprodução/TV Bahia
Imagem: Reprodução/TV Bahia

 

Um incêndio de grandes proporções que atinge uma área de vegetação na cidade de Barra, no oeste da Bahia, tem características de ação criminosa. Segundo o site G1, a avaliação é da Secretaria de Meio Ambiente do município.

O fogo, que teve início há cerca de seis dias, já consumiu mais de 30 hectares do território. Até amanhã desta segunda-feira (21), as chamas ainda não havia sido controladas. O incêndio começou nas comunidades da Reforma e na Torrinha, que é uma área quilombola.

De acordo com a publicação, o tempo quente e seco, além do vento forte na região, ajudaram na propagação do fogo intenso e, por isso, os bombeiros têm dificuldade para controlá-lo.

Duas aeronaves do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) foram deslocadas para dar suporte aéreo no combate.