Publicado em 26/01/2017 às 18h10.

Médicos do Hospital Regional anunciam greve devido a atraso salarial

O Sindicato dos Médicos de Juazeiro informou que o centro deveria receber da Sesab um repasse de cerca de R$ 3 milhões por mês, mas o pagamento está com atraso

Redação
Foto: Reprodução/Convocação Geral
Foto: Reprodução/Convocação Geral

 

Os profissionais que atuam no Hospital Regional de Juazeiro, no norte da Bahia, entraram em greve por tempo indeterminado nesta quinta-feira (26). Médicos e funcionários alegam atraso no pagamento do salário do mês de dezembro. Devido à paralisação, apenas casos de urgência e emergência e atendimentos a pacientes com câncer foram mantidos na unidade, que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O Sindicato dos Médicos de Juazeiro informou, em nota, que o centro deveria receber da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) um repasse de cerca de R$ 3 milhões por mês, mas o pagamento está com atraso. Além disso, os funcionários do hospital se queixam das condições de trabalho.

A Sesab, no entanto, defendeu que realiza pagamentos regulares e consecutivos à Associação de Proteção à Maternidade e à Infância (APMI), entidade que administra o complexo. Segundo alega a pasta, no mês de dezembro foram pagos R$ 3,719 milhões e, nesta quinta (26), outro pagamento de mesmo valor está previsto.

A unidade de saúde atende a 53 municípios da região norte baiano, além de cidades do sertão de Pernambuco. No total, trabalham no hospital 610 funcionários, dos quais 74 médicos.