Publicado em 26/09/2022 às 18h56.

Polícia Civil analisa redes sociais de autor do ataque em escola municipal

Mensagens postadas e também grupos que o jovem participava podem auxiliar na motivação do ataque, que causou a morte da estudante cadeirante de 19 anos

Redação
Foto: Poliana Lima
Foto: Poliana Lima

 

Perfis em redes sociais do adolescente autor de um ataque na escola municipal Eurides Sant’Anna, na cidade de Barreiras, região Oeste da Bahia, serão analisadas pelo Departamento de Polícia do Interior (Depin) da Polícia Civil. A 11ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Barreiras também investiga o acesso do garoto à arma de fogo.

Mensagens postadas e também grupos que o jovem participava podem auxiliar na motivação do ataque, que culminou com a morte da estudante Geane de Silva de Brito, 19 anos.

“Solidarizo-me com a família da estudante e a todo o corpo estudantil nesse momento trágico. Determinei prioridade na elucidação desse caso, até para que evitemos novos episódios”, ressaltou o secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino.

O secretário enfatizou também que isso se deve, em parte, a política desastrosa de facilitar a compra de armas.

“Estamos importando o que há de pior nos EUA, em matéria de segurança pública. Essa cultura armamentista, que muito tem infelicitado o país irmão, com a alta incidência de homicídios por motivos fúteis. Com mais armas circulando, outros jovens poderão ter acesso. Ainda bem que, no início deste mês, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu a eficácia dos decretos federais que autorizavam a compra de armas sem nenhum critério. Esperamos todos que essa medida seja mantida”, completou.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.