Publicado em 20/10/2021 às 13h34.

Prefeitura adia aulas presenciais para 2022 após acidente em escola que matou pai e filho

Pai e filho passavam pela área externa da Escola Municipal Marechal Castelo Branco, quando o muro desabou; Com isso, o retorno acontecerá apenas em março de 2022

Redação
Foto: Divulgação/Prefeitura de Itabuna
Foto: Divulgação/Prefeitura de Itabuna

 

A prefeitura de Itabuna decidiu adiar a retomada das aulas totalmente presenciais após o desabamento do muro de uma escola que matou pai e filho, no último sábado (16). O retorno acontecerá apenas em março de 2022, de acordo com informações da TV Santa Cruz.

Segundo familiares das vítimas, pai e filho passavam pela área externa da Escola Municipal Marechal Castelo Branco, ao voltar de uma feira, quando parte do muro desabou.

Além do luto de sete dias na escola onde aconteceu a tragédia e também na escola em que o aluno Guilherme Aurélio Leone, de 12 anos, era matriculado na rede municipal, a Secretaria Municipal da Educação decidiu concluir o ano letivo no formato a distância. Os alunos irão continuar recebendo blocos de atividades que são fornecidos em cada unidade de ensino.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.