Publicado em 01/01/2020 às 19h40.

Prefeitura reforça ações de apoio a famílias afetadas pelas chuvas

Visita se deu após a estruturação de ações emergenciais de apoio aos locais onde a intempérie causou mais transtornos

Redação
Foto:  Lucas Lins/ASCOM Prefeitura de Lauro de Freitas
Foto: Lucas Lins/ASCOM Prefeitura de Lauro de Freitas

 

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), esteve na noite de terça-feira (31) nas comunidades mais atingidas pela forte chuva que atingiu a cidade na noite de segunda-feira (30). A visita se deu após estruturar junto a algumas secretarias ações emergenciais de apoio às famílias e aos locais onde a intempérie causou mais transtornos.

A petista conversou com moradores, avaliou com técnicos as medidas mais urgentes e orientou famílias a se cadastrarem nos CRAS para serem incluídas no Programa Municipal Bolsa Aluguel.

Com a previsão de risco alto mantida pelo Cemaden neste primeiro dia de 2020, o município reforçou as equipes de plantão 24h.

As secretarias de Serviços Públicos (SESP), de Trânsito, Transporte e Ordem Pública (SETTOP), de Infraestrutura (SEINFRA) e de Desenvolvimento Social e Cidadania (SEMDESC) intensificaram os trabalhos de fiscalização, assistência aos moradores e prevenção de acidentes. Sete escolas e o Ginásio de Esportes já estão preparados para receber desalojados.

Moema alertou para os riscos de permanecerem nas casas inundadas e orientou as famílias a procurarem abrigo nas escolas. As águas podem estar contaminadas por fezes e urina de ratos, além de haver risco de choque elétrico.

Caminhões com ajudantes foram disponibilizados pela Prefeitura para quem quiser levar seus pertences para os abrigos ou outros locais. As famílias que se recusarem a deixar as casas inundadas deverão assinar um Termo de Responsabilidade.

De acordo com a Defesa Civil, dez bairros foram mais atingidos pelas chuvas: as ocorrências mais críticas se deram no Chafariz (Centro), e na Rua Santa Efigênia (Itinga).

“Estivemos em todos os locais atingidos, prestando o apoio necessário e avaliando os riscos. A maioria das pessoas afetadas pelas chuvas já foram assistidas e encaminhadas para o auxílio-aluguel”, afirmou Russo Reis, diretor da Defesa Civil.

Segundo o secretário da SETTOP, Henrique Olinto Borri, os impactos da forte chuva foram minimizados também pelas obras de macrodrenagem que vem sendo realizadas pelo Governo do Estado.

“Estamos visitando todos os locais e atentos às regiões afetadas. Foi muita chuva em pouco tempo. Esse incidente terá uma resolução definitiva quando forem concluídas as obras de macrodrenagem no Rio Ipitanga, onde serão instalados cinco piscinões. Nós já temos 48% dessas obras prontas, e isso já diminuiu o impacto das chuvas, comparado a outros períodos chuvosos”, relatou o secretário.