Publicado em 27/01/2017 às 13h00.

UPA é desativada; prefeitura diz que unidade será reformada

Segundo a administração municipal, os equipamentos e funcionários foram realocados para o posto Luiz Viana Filho e o Hospital Ouro Negro

Rodrigo Aguiar

upa candeias foto ascom

 

Inaugurada em 2007, a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador, foi desativada, o que causou a revolta de pacientes que se encaminharam ao local para atendimento.

Em nota encaminhada ao bahia.ba, a prefeitura de Candeias atribuiu o fechamento da unidade a uma reforma que será realizada no local, devido às condições do imóvel. “Nós tiramos todos os equipamentos e funcionários da UPA e estamos realocando para o posto Luiz Viana Filho, que foi reaberto no dia 2 de janeiro, e para o Hospital Ouro Negro, que fica em frente à UPA”, afirmou a secretária de Saúde, Soraia Cabral.

Em maio de 2016, a empresa Humanizar, responsável pela gestão da unidade, informou à titular da pasta na antiga gestão, Lindinalva Freitas, a existência de rachaduras no imóvel. No documento, a empresa solicitou o envio de um técnico da Defesa Civil para avaliar a situação da UPA.

A atual secretária de Saúde afirmou ainda que o contrato com a empresa gestora não será renovado.