Publicado em 21/11/2019 às 09h57.

Vice-presidente da Câmara de Vereadores, Arlivan Gonçalves, é preso

Operação Captius foi realizada nas cidades de Senhor do Bonfim, Jaguarari e Ponto Novo

Redação
Foto: Reprodução/ Youtube
Foto: Reprodução/ Youtube

 

O vice-presidente da Câmara Municipal de Campo Formoso, no centro norte da Bahia, vereador Arlivan Gonçalves (PDT), e mais 10 pessoas, foram presas nesta quinta-feira (21), na Operação Captius, deflagrada pela Polícia Civil, que investiga fraudes no Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Além de Gonçalves, servidores do órgão estão entre os presos. Eles são acusados de envolvimento de vendas de laudos para a emissão da Carteira Nacional de Habilitação sem que os candidatos fossem submetidos às provas.

A operação foi realizada nas cidades de Senhor do Bonfim, Jaguarari e Ponto Novo. A polícia cumpriu dois mandados de medidas cautelares contra policiais civis e 20 mandados de busca e apreensão na região.

De acordo com o delegado Felipe Neri, responsável pelo caso, o vereador Arlivan Gonçalves e a esposa dele, que também foi presa, são proprietários de uma auto-escola. O casal usava o estabelecimento para vender habilitação para alunos que nem participavam das aulas práticas e teóricas.

Em junho deste ano, Gonçalves foi denunciado pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) por irregularidades em licitações, durante a gestão de 2015.

Em nota enviada à imprensa, o Detran afirmou que apoia a operação e vai exonerar todos os servidores envolvidos na fraude. O órgão estadual de trânsito ressaltou que as autoescolas envolvidas serão notificadas e, após processo administrativo, podem ser descredenciadas.

PUBLICIDADE

Mais notícias