Publicado em 13/02/2020 às 12h00.

A Bahia e as brigas com seus vizinhos por questões de terra

Há conflitos com todos os oito estados com os quais há divisa; o pior é Minas

Levi Vasconcelos
Foto: Camila Souza/ GOVBA
Foto: Camila Souza/GOVBA

 

A Bahia faz divisa com oito estados: Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Piauí, Tocantins, Goiás, Minas e Espírito Santo. Tem conflitos territoriais com todos. Ontem, Bruno Dauster, da Casa Civil do Governo, foi à Comissão de Divisão Territorial da Assembleia dar um balanço das ações sobre o caso.

Com Tocantins o conflito era monumental. O limite na Serra Geral não era obedecido e resultava que propriedades rurais numa área em que o agronegócio é forte: têm duas escrituras, uma de cada lado. Com Sergipe, a briga é entre Paripiranga, na Bahia, e Simão Dias, lá.

Acordo zero

O trabalho do governo vai no rastro da Comissão de Divisão Territorial, que com apoio da SEI e do IBGE, faz as propostas de ajustes respeitando a influência sociopolítica às comunidades.

Com Tocantins e Sergipe já há acordos firmados. Com Pernambuco, envolvendo 215 ilhas ao longo do São Francisco, está encaminhado. Com o Espírito Santo, também. Mas com Minas, que quer levar um enorme pedaço de Cocos, o chamado ‘Bico de Cocos’, não há conversa.

Fala Manuel Lamartine, do IBGE, que atua na equipe.

— O que nós procuramos é fugir das leis tradicionais para construir uma engenharia política que respeite principalmente as identidades culturais das comunidades.

No pano de fundo, há o dinheiro também. A maioria das áreas em conflito é rica, no agronegócio ou na expectativa da mineração.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.