Publicado em 20/05/2016 às 08h34.

ACM Neto define o rito para a escolha do vice

Quem quiser postular ser o vice, entre os secretários, vai ter que se desincompatibilizar antes da escolha, sem que isso implique em compromisso prévio

Levi Vasconcelos

Frase da vez

“Não há nada de errado com aqueles que não gostam de política. Simplesmente serão governados por aqueles que gostam”.

Platão, filosófo e matemático grego (428/427 a.C. – 348/347/a.C.)

(Foto: Max Haack / Agecom)
(Foto: Max Haack / Agecom)

 

Quem quiser, entre os secretários de Salvador, postular ser o vice de ACM Neto, vai ter que se desincompatibilizar antes da escolha, sem que isso implique em compromisso prévio. O prazo fatal é o dia 1º próximo.

Os secretários vice-prefeituráveis são Luiz Carreira (PV), da Casa Civil; Bruno Reis (PMDB), que está na Promoção Social e Combate à Pobreza; Fábio Mota (PMDB), da Mobilidade; Sílvio Pinheiro (PSDB), da Sucom; João Roma (PRB), chefe do Gabinete do Prefeito; e Guilherme Bellintani (DEM), da Educação.

Neto diz que achou melhor agir assim. Se porventura alguém saísse e outro ficasse, daria a entender que a escolha já estava feita. Ele só vai definir o vice depois do São João, lá para meados de julho.

— O ideal é que seja o mais próximo possível da convenção.

Geddel na parada

A ascensão de Geddel ao ministério de Michel Temer subiu o cacife do peemedebista, o que, para alguns, aumenta as dificuldades de Neto na escolha do vice, mas ele diz que não vê maiores problemas:

— É lógico que Geddel será considerado, assim como os demais partidos, incluindo a vice-prefeita Célia Sacramento (PPL).

Governador Rui Costa (Foto: Reprodução/Facebook).

 

Rui encara juiz

Rui Costa disse ontem que vai recorrer ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o juiz da 8ª Vara da Fazenda Pública, Mário Soares Caymmi Góes, que o condenou à prisão (junto com o secretário da Fazenda, Manoel Vitório), se não convocar agentes de presídio aprovados em concurso:

— Ele sabe que não tem competência para dar voz de prisão para o governador. Mas o que ele queria, conseguiu.

Governador tem foro privilegiado. Rui insinua que o juiz queria os seus 15 minutos de fama.

Barrado no baile

No festival de pedidos de quarentena (seis meses ganhando sem trabalhar, manda a lei para altos escalões da República), a Comissão de Ética da Presidência da República já rejeitou seis.

Robinson Almeida, ex-chefe de gabinete do ministro do Trabalho, está entre os recusados.

Veradora Kátia Alves (Foto: Reginaldo Ipê/ Câmara Municipal de Salvador).

 

Ainda os grampos

Kátia Alves (DEM), hoje vereadora em Salvador e secretária de Segurança Pública na época dos grampos telefônicos, não gostou das afirmações do delegado Valdir Barbosa de que “o mandante (ACM) e a executora (Kátia) foram absolvidos” e que só ele e o policial Alan Faria estão ameaçados de punição.

Em nota, ela diz que “lucidez e prudência são imprescindíveis para evitar novas injustiças contra quem já foi absolvida pela Justiça Federal”.

Cita que as testemunhas, Nelson Pelegrino, Benito Gama e Raimundo Gabriel, nada apresentaram que a incriminasse.

Passos medidos

Pré-candidato do PT à Prefeitura de Vitória da Conquista, o deputado Zé Raimundo diz que tem cumprido longa agenda de conversas com potenciais partidos aliados, a exemplo do PCdoB, que tem como pré-candidato o deputado Fabrício Falcão, e do PSB, que tem o advogado Alexandre Pereira.

— Não é uma conversa tipo ‘desista e venha conosco’. É mais na linha de fazer uma aliança visando o segundo o turno. Ou seja, quem chegar primeiro, os outros apoiam. Hoje, o deputado Herzem Gusmão (PMDB) lidera as pesquisas.

As três exceções

Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista são os três municípios baianos que têm segundo turno.

Nos três, o jogo é diferente dos outros 414.

Bahia Farm Show (Foto: Divulgação).

 

Show agropecuário

A Bahia Farm Show, maior feira de tecnologia agrícola do Nordeste, que começa segunda em Luís Eduardo Magalhães, ganhou um apoio de fôlego. A Desenbahia vai financiar 100% de projetos de até R$ 5 milhões de clientes já existentes e em dia e 90% para os de até R$ 4 milhões de clientes novos.

Ano passado o banco financiou R$ 390 milhões lá.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.