Publicado em 13/03/2016 às 18h00.

Hostilizados, Aécio e Alckmin não discursam em São Paulo

Aécio foi chamado de "vagabundo" por uma manifestante, enquanto outros se aproximaram com cartazes de "fora Aécio"

Redação
Foto: Portal G1
Foto: Portal G1

 

Na tarde deste domingo (13), quando ocorre mais um protesto pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), na capital de São Paulo, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foram hostilizados por manifestantes e não conseguiram discursar, deixando o local minutos depois.

Aécio foi chamado de “vagabundo” por uma manifestante, enquanto outros se aproximaram com cartazes de “fora Aécio” e “fora Alckmin”. Um senhor disse: “Se Aécio acha que isso aqui vai cair no colo dele, está muito enganado”.

 

PUBLICIDADE