Publicado em 30/06/2022 às 12h35.

Após escândalo na Caixa, Rui diz que governo Bolsonaro é ‘desqualificado’

‘Na história da Caixa Econômica, quando em 180 anos passou um presidente que de forma inescrupulosa [cometeu tais atos]?’, questionou o governador

Jamile Amine / Mattheus Miranda
Foto: Mattheus Miranda / bahia.ba
Foto: Mattheus Miranda / bahia.ba

 

Ao comentar as denúncias de assédio sexual e moral que levaram à saída de Pedro Guimarães da presidência da Caixa, nesta quarta-feira (29), o governador Rui Costa (PT) destacou a trajetória centenária do banco e apontou “sucessão de escândalos” na gestão Bolsonaro.

“Na história da Caixa Econômica, quando em 180 anos passou um presidente que de forma inescrupulosa [cometeu tais atos]?”, ponderou o petista em conversa com a imprensa, nesta quinta-feira (30), na ocasião da inauguração de uma escola estadual no bairro de Vila Canária, em Salvador.

“Eu vi os depoimentos das mulheres, chega a ser inacreditável, além do assédio, a forma do assédio. É um negócio inacreditável que um presidente de um banco do tamanho da Caixa Econômica faça algo desse tipo. Então, é uma sucessão de escândalos, de coisas que envergonham o Brasil, que chega a ser inacreditável”, declarou Rui Costa. “É só uma tristeza”, pontuou, ironizando “a qualidade e o perfil da gente que está conduzindo o Brasil”.

Em uma crítica ainda mais contundente à gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL), o governador da Bahia afirmou que “não se trata de um governo de direita ou de centro, não é um governo que se diferencia pelo perfil ideológico. É um governo desqualificado”.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.