Publicado em 26/05/2021 às 17h56.

Após Doria dizer que perdoa críticas, ACM Neto rebate: ‘Rejeitado pelas urnas’

DEM e PSDB não devem ser aliados em 2022

Redação
Foto: divulgação/Secom PMS
Foto: divulgação/Secom PMS

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, rebateu uma declaração que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), fez durante entrevista ao podcast ‘Malu tá On’, do jornal O Globo e republicado pelo jornal Tribuna da Bahia, nesta terça-feira (25). O tucano paulista minimizou as recentes críticas que o ex-prefeito de Salvador fez contra ele e disse acreditar em um entendimento.

“Entendo a situação momentânea de fragilidade do presidente nacional do DEM. Ele perdeu também o prefeito da cidade do Rio de Janeiro. Eduardo Paes se desfiliou do DEM, e se filiou ao PSD. É um cargo importante. O DEM tinha Eduardo Paes, um nome de relevância nos seus quadros. Perdeu também o vice-governador do estado de São Paulo, que se filiou ao PSDB. E, se não bastasse isso, perdeu também Rodrigo Maia, um nome relevante do DEM que foi presidente da Câmara Federal e que pediu a sua desfiliação ao DEM”, declarou Doria. “Portanto, nesta circunstância, é compreensível as manifestações do ACM Neto, para os quais eu o perdoo e compreendo. É uma situação adversa, mas é momentânea. Isso será superado. O DEM voltará a se fortalecer, tem um papel importante. Vamos dar tempo ao tempo”, acrescentou.

O rompimento dois gestores se deu após o vice de Dória, Rodrigo Garcia, ter trocado o DEM pelo PSDB. Neto inclusive afirmou que a histórica aliança entre os dois partidos não se repetirá em 2022.

Em nota, o democrata baiano disse que Doria não tem nenhuma condição de falar pelo DEM. “Um político que não consegue ir às ruas do Estado que administra precisa ter, no mínimo, bom-senso antes de emitir qualquer opinião. A rejeição de Doria é tanta que o afastou completamente das ruas e das grandes lideranças da vida pública do Brasil”, afirmou.

ACM Neto lembrou que o DEM foi o partido que mais cresceu nas eleições do ano passado porque sempre foi coerente com suas ideias e propostas políticas. “O partido cresceu muito porque tem em seus quadros políticos que se preocupam com a vida dos cidadãos, deixando qualquer interesse pessoal de lado e trabalhando pela vida do país. Já o governador João Doria colhe os frutos de sua rejeição”, finalizou.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.