Publicado em 01/08/2017 às 19h29.

Após Rui orientar voto pró-Temer, Florence fala em reação a ‘boicote’

Deputado disse ainda que, apesar de “concordar no mérito” com o governador baiano, vai “seguir o partido” e votar pelo prosseguimento da denúncia

Rodrigo Aguiar
Foto: Rodrigo Aguiar/ Bahia.ba
Foto: Rodrigo Aguiar/ Bahia.ba

 

Ex-líder do PT na Câmara Federal, o deputado Afonso Florence relacionou o posicionamento do governador Rui Costa – contrário ao afastamento do presidente Michel Temer (PMDB) com eleições indiretas em seguida – a um suposto boicote da União ao governo do Estado, orientado pelo prefeito de Salvador ACM Neto conforme aliados de Rui.

Segundo o parlamentar, a estratégia do governador seria uma “reação” aos empréstimos travados para a Bahia. No Palácio de Ondina, o entendimento ainda é de que, com o afastamento de Temer, o DEM e Neto sairiam ainda mais fortalecidos com uma provável entrada de Rodrigo Maia na Presidência da República.

Rui esteve reunido com seus aliados nesta segunda-feira (31), quando os orientou sobre a votação desta quarta-feira (2) em Brasília.

“O PT tinha definido posição antes do recesso, que era pela continuidade das investigações, o que implica no afastamento de Temer. Depois, o governador desenvolveu um raciocínio e conversou conosco, com ponderações que nos parecem plausíveis. ACM Neto conseguiu barrar um empréstimo internacional para a Bahia”, declarou Florence ao bahia.ba.

O petista disse ainda que, apesar de “concordar no mérito” com o chefe do Executivo baiano, vai “seguir o partido” e votar pelo prosseguimento da denúncia contra Temer.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.