Publicado em 24/10/2019 às 15h02.

Assessor que acusa Marcell de agressão teve salário quase dobrado em seis meses

Lucas Carvalho de Matos passou nove meses no gabinete do ex-deputado estadual Adolfo Viana antes de voltar a trabalhar com o primo

Rodrigo Aguiar
assessor marcell
Foto: Facebook

 

O secretário parlamentar Lucas Carvalho de Matos, que acusa o deputado Marcell Moraes (PSDB) de agressão, voltou a trabalhar com o tucano em fevereiro deste ano na Assembleia Legislativa.

Primo do parlamentar, Lucas foi exonerado do gabinete de Marcell em maio do ano passado e, logo em seguida, nomeado no gabinete do então deputado estadual Adolfo Viana (PSDB).

Com a eleição de Adolfo para a Câmara dos Deputados, Lucas retornou para o gabinete de Marcell, com um salário de R$ 6 mil.

Em maio, passou a receber R$ 8 mil e, em julho, seus vencimentos passaram para R$ 10 mil.

No começo de agosto, mudou novamente de posto, e passou a ganhar R$ 11 mil – salário mais alto para o cargo de secretário parlamentar na Assembleia.

PUBLICIDADE