Publicado em 01/02/2020 às 13h00.

Bancada evangélica quer isenção total de impostos na reforma tributária

Composta por 200 deputados e senadores, grupo já está com um texto pronto para incluir na PEC que trata das mudanças do modelo fiscal do País

Redação
Foto: Divulgação/Assessoria
Foto: Divulgação/Assessoria

 

A bancada evangélica no Congresso Nacional vai trabalhar para garantir isenção total de impostos para igrejas na reforma tributária. Composta por 200 deputados e senadores, a frente parlamentar que representa o segmento já está com um texto pronto para incluir na PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que trata das mudanças do modelo fiscal do País.

“Queremos fazer a definição da extensão da imunidade tributária, que hoje está prevista na Constituição, mas é muito vaga”, afirmou o presidente da Frente Parlamentar Evangélica no Congresso, deputado Silas Câmara (Republicanos-AM). “Nós pediremos para o relator definir a extensão dentro do texto e acabar com a confusão do que é ou não direito e dever do segmento religioso no País.”

Mesmo sendo de autoria dos evangélicos, outras instituições religiosas, como a Igreja Católica, poderão ser beneficiadas. A reforma tributária é uma das pautas econômicas do governo de Bolsonaro, que será tratada como prioridade pelo Legislativo em 2020. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.