Publicado em 18/02/2019 às 14h14.

Bebianno relata ameaças após ter número de telefone divulgado

Número do ministro foi espalhado em grupos de redes sociais depois da crise envolvendo a permanência dele no cargo

Redação
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Foto: José Cruz/Agência Brasil

 

O ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, contou a pelo menos dois amigos próximos que recebe ameaças por meio do aplicativo WhatsApp após ter o número de telefone divulgado.

Conforme reportagem da Folha, as ameaças teriam começado no domingo (17). Bebianno ainda avalia denunciar as supostas ameaças às autoridades.

O número do ministro foi espalhado em grupos de redes sociais depois da crise envolvendo a permanência dele no cargo.

Um dos interlocutores de Bebianno acredita que 99% das ameaças são “bravatas” de “bolsominions”, como são conhecidos os apoiadores mais radicais do presidente Jair Bolsonaro (PSL) nos meios de oposição.

O ministro é aconselhado a cuidar de sua integridade física. No domingo (17), depois que diversos meios de comunicação publicaram que ele poderia cair atirando no presidente, Bebianno disse à coluna que não pensava em atacar o presidente.

Procurado pela reportagem nesta segunda-feira (18), o ministro não foi encontrado para comentar.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.