Publicado em 26/02/2021 às 15h21.

Bolsonaro diz ser alvo de ataques, e que não vai desistir: ‘Sou imbrochável’

Presidente rebateu as críticas e contou que entregará um país melhor do que recebeu, em janeiro de 2019

Redação
Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República
Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a polemizar em mais um discurso. Durante a viagem dele a um evento em Tianguá, interior do Ceará, Bolsonaro disse que tem sido alvo de “ataques” e que isso não fará ele “desistir” porque ele é “imbrochável”.

“Não reclamo das dificuldades. […] Ataques acontecem praticamente 24 horas por dia, mas, entre esses ataques e vocês, vocês estão muito na frente. Não vão me fazer desistir porque, afinal de contas, eu sou imbrochável”, afirmou.

Em seguida, o presidente criticou mais uma vez o isolamento social e as medidas adotadas pelos governadores para conter o forte avanço do coronavírus no país. Ao todo, 251.498 brasileiros já morreram desde o início da pandemia, sendo 1.541 apenas nesta quinta-feira (25).

“[Vou] dizer a esses políticos do Executivo que o que eu mais ouvi por aqui é: ‘Presidente, eu quero trabalhar’. O povo não consegue mais ficar dentro de casa. Esses que fecham tudo e destroem empregos estão na contramão daquilo que seu povo quer.”

Bolsonaro também prometeu deixar o governo com o país melhor do que ele assumiu, em janeiro de 2019. “Quando deixar meu governo, mesmo com a pandemia, eu vou entregar um país muito melhor do que aquele que recebei em janeiro de 2019.”

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.