Publicado em 14/03/2017 às 20h35.

Cinco ministros de Temer estão na lista de Janot

Segundo apuração do Estadão, ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva também tiveram abertura de inquérito requeridas pelo procurador

Redação
Foto: Ricardo Stuckert/ EBC
Foto: Ricardo Stuckert/ EBC

 

Segundo apuração do jornal Estadão, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu pela abertura do inquérito de pelo menos cinco dos vinte e nove ministros do governo de Michel Temer(PMDB). Entre os citados, que podem aumentar de acordo com a progressão na divulgação da lista, estão: Eliseu Padilha (PMDB), da Casa Civil, Moreira Franco (PMDB), da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Kassab (PSD), das Comunicações, Bruno Araújo (PSDB), das Cidades, e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), das Relações Exteriores.

O ex-presidentes  Dilma Rousseff(PT) e Luiz Inácio Lula da Silva(PT) também foram citados, assim como os ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega. Como os quatro perderam o foro privilegiado, os casos devem seguir para juizados de primeira instância. No STF, a decisão pela abertura de inquérito ou não caberá ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte.

Segundo o jornal, outros nomes como  o do presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), também figuram na lista. Os senadores Edison Lobão (PMDB), Romero Jucá (PMDB), Aécio Neves (PSDB) e José Serra (PSDB), também estão entre os alvos dos 83 inquéritos cuja abertura foi pedida pelo PGR.

PUBLICIDADE