Publicado em 06/10/2021 às 12h03.

Convenção do DEM aprova fusão com o PSL e criação do União Brasil

Novo partido, que poderá ter 81 deputados federais, sete senadores e três governadores, precisa do aval do PSL e do TSE

Redação
Foto: Matheus Morais/bahia.ba
Foto: Matheus Morais/bahia.ba

 

A fusão do Democratas com o PSL foi aprovada por aclamação na manhã desta quarta-feira (6) em convenção do DEM. Chamada de União Brasil, a nova legenda precisa ainda do aval dos membros do PSL, que realiza convenção nesta quarta, e de apreciação final pelo Tribunal Superior Eleitoral. O Democratas é presidido nacionalmente pelo ex-prefeito de Salvador, ACM Neto.

O novo partido, caso concretizado, reunirá até três governadores, sete senadores e 81 deputados federais. Será o partido com maior valor a ser recebido do Fundo Partidário (R$ 160 milhões), segundo levantamento da CNN Brasil. A legenda já tem o 44 como número de urna, descartando tanto o 25 do DEM como o 17 do PSL. O presidente dserá o deputado federal Luciano Bivar (PE), que já comanda o PSL.

Integrante do DEM, o prefeito de Salvador, Bruno Reis, declarou que a nova legenda fortalece pré-candidatura a governador de ACM Neto, “por conta do grande tempo de televisão e da estrutura partidária que esse partido tem, somado a um desejo de deputados estaduais e federais, de pré-candidatos, ex-deputados, candidatos a deputado se filiarem ao partido.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.