Publicado em 13/08/2019 às 11h34.

Coronel João Sá, onde água é joia rara (e cara)

"É irônico, mas a tragédia nos ajuda a olhar isso com mais atenção"

Levi Vasconcelos

Lembra do rompimento da barragem do Quati, em Pedro Alexandre, que no início do mês passado inundou Coronel João Sá? Veja a ironia: naquele ponto da Bahia, antes e agora, com seca ou com enchente, o abastecimento de água é feito com carros-pipa, por um detalhe elementar: a água potável não chega. Quem puxa o assunto é o deputado Alex da Piatã (PSD), para salientar que aquela região da Bahia enfrenta esse problema há muito tempo e ainda espera soluções:

— O prefeito Carlinhos Sobral (MDB, de Coronel João Sá), me disse que não quer sair da emergência senão vai perder os carros pipa do governo e do Exército. É muita pobreza naquela área. É irônico, mas a tragédia nos ajuda a olhar isso com mais atenção.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.

PUBLICIDADE