Publicado em 01/07/2020 às 15h06.

Coronel sobre possível veto a projeto: ‘Desconfiando que está com receio de algo’

Senador foi relator do projeto de lei das fake news, aprovado no Senado Federal; nesta quarta (1º), Bolsonaro considerou vetar proposta

Estela Marques
Senador Angelo Coronel (PSD-BA), presidente da CPMI das Fake News No Congresso Foto: Agência Senado
Senador Angelo Coronel (PSD-BA), presidente da CPMI das Fake News No Congresso
Foto: Agência Senado

 

O senador Ângelo Coronel (PSD-BA), relator do projeto das fake news aprovado na terça-feira (30), reagiu às declarações de Jair Bolsonaro sobre vetar a proposta, caso seja também aprovada na Câmara dos Deputados. A matéria precisa do aval dos deputados para, então, ir à sanção presidencial.

Em entrevista ao bahia.ba na tarde desta quarta-feira (1º), Coronel lembrou que o veto é uma prerrogativa presidencial, mas até mesmo esse movimento precisa ser avaliado pelo Congresso. Se for derrubado o veto, a proposta vira lei de qualquer forma.

“Fico surpreso quando vejo o presidente da República, que tem que zelar pela população brasileira, ir de encontro a projeto que visa unicamente proteger a honra das pessoas, o direito de resposta e defesa, principalmente. Quem é contra o projeto a gente fica desconfiando que está com receio de algo”, alfinetou o senador.

O histórico de Bolsonaro com mensagens falsas chama a atenção. A chapa presidencial é alvo de ações no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por suspeita de disparo de mensagens em massa durante a campanha eleitoral de 2018, e há a possibilidade de esse inquérito ser alimentado por provas colhidas na investigação do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre fake news. Empresários e blogueiros bolsonaristas foram alvo da ação.

Por outro lado, o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente, foi apontado pela CPMI das Fake News como um dos responsáveis pelo “gabinete do ódio”. Seria o setor a origem de mensagens falsas em circulação, e funcionaria no terceiro andar do Palácio do Planalto, o mesmo onde Bolsonaro despacha todos os dias.