Publicado em 18/04/2021 às 11h30.

CPI da Covid deve começar por Pazuello, vacinas, dados do TCU e remédios sem eficácia

A primeira reunião deve acontecer já nesta quinta-feira (22)

Redação
Foto: José Dias/PR
Foto: José Dias/PR

 

A maioria dos membros da CPI da Covid estão trabalhando para convocar três ex-ministros já nos primeiros requerimentos. Além disso, eles buscam materiais do Ministério Público Federal (STF) e do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a atuação do governo no combate à pandemia de coronavírus.

Estão na mira das sessões iniciais, o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, o ex-ministro da Relações Exteriores Ernesto Araújo, e o ex-ministro da Defesa Fernando Azevedo. Os senadores ainda discutem a possibilidade de convocar o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. A pauta sobre a compra de vacinas também está na mira dos parlamentares.

A primeira reunião deve acontecer já nesta quinta-feira (22). Os senadores querem mapear as ações do governo Bolsonaro na aquisição de remédios para tratamento precoce, com o objetivo de verificar o investimento realizado em medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19.

Os parlamentares também querem comprovar que o Planalto agiu de maneira deliberada em busca da denominada “imunidade de rebanho”, na contramão da orientação de especialistas na área.

*Com informações do jornal Folha de S. Paulo.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.