Publicado em 24/06/2021 às 18h20.

Deputado que divulgou ataques ao STF volta a ser preso no Rio

Motivo da ordem de prisão foi o não pagamento de fiança após violações na tornozeleira eletrônica

Redação
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

 

Preso inicialmente em fevereiro por divulgar em vídeo ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) voltou a ser preso nesta quinta-feira (24), no Rio de Janeiro. cumpria prisão domiciliar em sua casa, no município de Petrópolis, e teve o mandado de prisão expedido nesta quinta-feira (24) pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) .

O motivo da ordem de prisão foi o não pagamento da fiança, estipulada de R$ 100 mil, pelos reiterados problemas de violações na tornozeleira eletrônica, por falta de bateria ou rompimento, que Silveira é obrigado a usar.

O novo mandado de prisão em regime fechado foi criticado pela defesa do parlamentar. Segundo o advogado André Rios, o caso de seu cliente deve ser levado para análise em instâncias internacionais.“Daniel é um preso político”, afirma. Com informações da Agência Brasil

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.