Publicado em 12/07/2020 às 09h00.

Assessor especial de Bolsonaro é denunciado à Comissão de Ética por perfis falsos no Facebook

Tércio Arnaud foi vinculado pela rede social a contas criadas para proferir ataques de ódio contra adversários políticos do presidente

Redação
Tercio assessor de Bozo
Foto: Reprodução/Facebook

Os deputados federais Orlando Silva (PC do B-SP) e Marcelo Freixo (PSOL-RJ) apresentaram queixa à Comissão de Ética contra Tércio Arnaud, assessor de Bolsonaro que foi alvo de ação do Facebook.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, a suspeita é a de que Tercio operaria os perfis durante o trabalho, no Palácio do Planalto.

Vinculado pelo Facebook a contas falsas para proferir ataques, o assessor presidencial teve uma carreira meteórica na equipe de Bolsonaro.

O jovem paraibano, que administrava a página “Bolsonaro Opressor 2.0” nas redes sociais antes da eleição do presidente, tornou-se próximo do mandatário em menos de dois anos.

Apelidado nos bastidores de “o menino das redes”, Tercio marca presença em encontros da cúpula do governo, como reuniões ministeriais, e tem acesso livre ao Palácio da Alvorada.

Partiu dele a ideia de construir imagens de Bolsonaro comendo em postos de gasolina e pão com leite condensado no café da manhã, entre outras coisas.

Mais notícias