Publicado em 22/09/2019 às 11h30.

Dos 11 reitores nomeados por Bolsonaro, seis não lideram listas tríplices

Críticos do governo apontam uma suposta articulação para barrar reitores que discordem do posicionamento da gestão federal

Redação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

Dos onze reitores nomeados até então pelo presidente Jair Bolsonaro, seis não foram os mais votados pela comunidade acadêmica nas listas tríplices, aponta O Globo.

Outras seis instituições, entre elas as universidades federais de Pernambuco e de Alagoas, já realizaram processos eleitorais e aguardam o anúncio da nomeação.

Críticos do governo apontam uma suposta articulação de parlamentares, professores e funcionários das próprias instituições interessados em barrar reitores que discordem do posicionamento da gestão federal.

O Ministério da Educação (MEC) nega interferência política nas nomeações, porém o titular da pasta já disse, em vídeo publicado na internet, que parlamentares ajudam a checar o perfil dos reitores para assegurar que são “pessoas sérias que não promovam ideologias”.

PUBLICIDADE