Publicado em 21/05/2022 às 16h30.

Em discurso para evangélicos, Bolsonaro volta a dizer que ‘só Deus’ o tira da Presidência

Presidente disse também que é democrata e respeita a Constituição

Redação
Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

 

Em discurso durante a Marcha Para Jesus, em Curitiba (PR), na manhã deste sábado (21), o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a dizer que “só Deus” o tira da Presidência da República, como já declarou em outras situações.

“Pertencemos à nação mais cristã do mundo, o Brasil é uma referência para o globo todo, um país que tem vocação para o futuro sem se descuidar do presente. Juntos, com fé, atingiremos os nossos objetivos. É uma missão que tenho e só Deus me tira daquela cadeira”, declarou o mandatário, que era ouvido por centenas de fiéis na capital paranaense.

Apesar de fazer reiterados ataques ao sistema eleitoral e promover atos considerados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) como antidemocráticos, Bolsonaro disse respeitar as leis e a democracia. “Somos democratas, respeitamos nossa Constituição. É um dever meu como chefe do Executivo fazer com que todo aquele que esteja fora das quatro linhas da Constituição venham para dentro da mesma. É a maneira que temos de viver em paz e em harmonia e sonhar com um futuro promissor para todos”, afirmou.

No discurso, ele falou ainda sobre sua visão de liberdade. “Sabemos o quão importante é a liberdade de religião e a de expressão no Brasil. Tenho certeza, assim como entrei como praça [no Exército] há mais de 40 anos, quando jurei dar minha vida pela pátria, que hoje daremos nossa vida pela liberdade. Esse é o bem maior em um país que se diz democrático. Essa é a razão maior de lutarmos pelo nosso objetivo, a liberdade é mais importante que a própria vida, a história nos mostra isso”, disse o presidente.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.