Publicado em 30/01/2016 às 07h40.

Estado atinge 47,61% da receita em gastos com pessoal

A despesa com pessoal atingiu a cifra de R$ 12,952 bilhões, enquanto a Receita Corrente Líquida ficou em R$ 27,207 bilhões

Rodrigo Aguiar
Foto: Manu Dias/ GOVBA
Foto: Manu Dias/ GOVBA

 

Os gastos do governo com pessoal atingiram 47,61% da Receita Corrente Líquida, ultrapassando bastante o limite prudencial de 46,17% estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, conforme relatório de gestão fiscal do terceiro quadrimestre de 2015, publicado no Diário Oficial deste sábado (30). A despesa com pessoal atingiu a cifra de R$ 12,952 bilhões, enquanto a Receita Corrente Líquida ficou em R$ 27,207 bilhões.

O limite máximo é de 48,60%, a partir do qual qualquer administração pode sofrer penalidades, como suspensão de transferências de recursos e proibição para operações de crédito. O governador Rui Costa e o secretário da Fazenda, Manoel Vitório, já sinalizavam desde o ano passado que o Estado deveria ultrapassar o limite prudencial e, na última quarta-feira (27), Rui confirmou que isso aconteceria com o fechamento do balanço do último ano.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.