Publicado em 25/09/2020 às 06h14.

Evangélicos se queixam de ministro da Educação por falta de compromisso com o segmento

Bancada foi se queixar ao ministro da Justiça após Milton Ribeiro dizer em entrevista que não representava nenhum grupo, “nem mesmo o evangélico”

Redação
Foto: Isac Nóbrega/PR
Foto: Isac Nóbrega/PR

 

A bancada evangélica está insatisfeita com a atuação do ministro da Educação, Milton Ribeiro, e decidiram reportar o incomodo para outro ministro, André Mendonça, que é chefe do Ministério da Justiça.

Considerado padrinho do ex-reitor do Mackenzie no governo, André ouviu dos evangélicos que eles não gostaram da entrevista que Ribeiro concedeu ao portal UOL.

O que causou irritação foi o ministro da Educação ter dito não representar nenhum grupo, “nem mesmo o evangélico”. Ribeiro e Mendonça são presbiterianos. As informações são da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.