Publicado em 31/10/2020 às 10h30.

Ex-ministro da Educação, Weintraub é reeleito diretor-executivo do Banco Mundial

O economista, que já ocupava a diretoria-executiva do banco como substituto em um 'mandato-tampão', será representante do Brasil e de outros oito países

Redação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi reeleito diretor-executivo do conselho do Banco Mundial. A informação foi divulgada pela própria instituição na noite da última sexta-feira (30).

O economista, que já ocupava a diretoria-executiva do banco como substituto em um ‘mandato-tampão’, será representante do Segundo o Banco Mundial, o ex-ministro foi eleito como representante de Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Filipinas, Suriname e Trinidad e Tobago.

“Diretores Executivos não são funcionários do Banco Mundial. Eles são nomeados ou eleitos pelos representantes dos nossos acionistas”, informou a instituição financeira em comunicado.

Weintraub deixou o MEC em junho deste ano, em meio a uma grande polêmica, sendo alvo de dois inquéritos, um por declarações racistas e outro por ameaças a ministros do STF.

Mais notícias