Publicado em 03/08/2020 às 11h57.

Fonte da Rampa, um incêndio que persiste

Um dos dois filhos de Mário Cravo pede alto pela cessão dos direitos autorais da obra

Levi Vasconcelos

Fonte da Rampa do Mercado, ou Monumento Salvador, como queiram, são os nomes oficiais do monumento de Mário Cravo Júnior na Praça Cayru, em frente ao Elevador Lacerda, entre o Mercado Modelo e a Marinha, mas desde de 1970, quando Antonio Carlos Magalhães era prefeito. Pela forma, parecida com dois cogumelos para cima e dois para baixo, o povão batizou: ‘Os …lhões de Mário Cravo’.

O monumento em acrílico, 16 metros, pegou fogo em dezembro último e ACM Neto prometeu restaurá-lo, mas outro incêndio está ativo nos bastidores: um dos dois filhos de Mário Cravo pediu alto pela cessão dos direitos autorais da obra.

Acordo à vista

Sem acordo. O próprio ACM Neto achou um absurdo. Fernando Guerreiro, presidente da Fundação Gregório de Mattos, desde antes da pandemia já está com a licitação pronta, mas só solta com segurança absoluta:

— Não posso fazer uma obra que possa gerar demandas jurídicas futuras ou mesmo ser embargada.

Fernando Guerreiro diz que está próximo de um acordo, muito graças a Cristian, Neto de Mário Cravo.

Já que assim o é, convém lembrar que o preço da obra é coisa da gênese da questão. Na época, foi muito questionado e conta o leitor Delfino Evangelista de Castro que um cordelista do Mercado Modelo atacou:

Mário Cravo 10 milhões

Cobrou caro pra chuchu

Pra fazer dois … lhões

Na Visconde de Cayru

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.