Publicado em 06/12/2019 às 08h13.

General Santos Cruz descarta partido de Bolsonaro e considera ingressar no PSDB

Ele disse ter desejo pela disputa política em algum cargo executivo

Redação
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

O general Santos Cruz reconheceu que a amizade com o presidente da República, Jair Bolsonaro, chegou ao fim após ele ter sido demitido da Secretaria Geral da Presidência da República (Segov) em seu governo.

“A amizade acabou. Uma coisa lógica. Uma coisa normal”, disse em entrevista ao programa “Conversa com Bial”, da rede Globo.

Santos Cruz também disse ter desejo pela disputa política em algum cargo executivo. Em um cenário possível de aceitar um convite de filiação ao Aliança Pelo Brasil, que tem como filiado Jair Bolsonaro, ele afirmou que não aceitaria um convite. Porém, considera candidatura pelo PSDB.

Santos Cruz foi comandante das forças da ONU no Haiti e no Congo, Secretário Nacional de Segurança Pública e ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência do Brasil no governo Bolsonaro.