Publicado em 04/02/2020 às 10h20.

Governador determina apuração rigorosa em caso de agressão envolvendo PM

Militar agrediu um rapaz com murros e chutes e disse insultos racistas ao se referir ao cabelo da vitíma

Redação
Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Foto: Reprodução/ Redes Sociais

 

Em publicação feita em seu perfil oficial no Twitter, na manhã desta terça-feira (4), o governador Rui Costa comentou a denúncia de racismo envolvendo um policial militar da Bahia.

“Como governador do Estado da Bahia, não admito comportamento de violência policial como o ocorrido no vídeo que circula nas redes sociais. É inaceitável, inadmissível e não reflete o comportamento e os ideais da instituição”, disse Rui.

O governador afirmou ainda que acompanha a apuração do caso desde a divulgação feita pela imprensa. “Determinei apuração rigorosa e imediata da Corregedoria da Polícia Militar com as devidas punições legais aos responsáveis e divulgação para a sociedade das medidas adotadas, para que esses casos isolados não possam continuar comprometendo a imagem da instituição”, escreveu na rede social.

Moradores do bairro de Paripe, no subúrbio ferroviário de Salvador, filmaram o momento de uma agressão policial durante uma abordagem da PM a um grupo de jovens no local. Durante a revista, um dos militares agride um rapaz com murros e chute e diz insultos racistas ao se referir ao cabelo dele.

O caso aconteceu na noite de domingo (2). “Você para mim é ladrão, você é vagabundo. Olha essa desgraça desse cabelo aqui. Tire aí vá, essa desgraça desse cabelo aqui. Você é o quê? Você é trabalhador, viado? É?”, grita o militar, enquanto puxa um boné que a vítima usava. O mesmo policial chega a dar murros na costela do rapaz, além de um tapa no rosto e um chute na barriga.

 


Ver essa foto no Instagram

VIOLÊNCIA POLICIAL | “VOCÊ PRA MIM É LADRÃO, VOCÊ É VAGABUNDO … COM ESSA DESGRAÇA DESSE CABELO AQUI” disse o policial e em seguida PUXA O CABELO DO RAPAZ , QUE ESTÁ EM POSIÇÃO DE REVISTA E COMEÇA A ESPANCA-LO, repito, estando ele rendido e com a mão na cabeça. | Recebi esse vídeo a pouco, não sei de onde é essa polícia, mas na sequência da postagem, printei partes do vídeo onde podemos tentar identificar o criminoso de farda e como último vídeo, postei um recorte com repetições no momento do puxão de cabelo e das agressões diversas. | Vamos identificar o “brabão” de farda! Espalhem esse absurdo! Que revoltante. RACISTAS: “você pra mim é ladrao, com essa desgraça de cabelo” disse o policial antes de puxar o cabelo do rapaz é espanca-lo. RACISTAS!

Uma publicação compartilhada por Raull Santiago (@raullsantiago) em

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.