Publicado em 26/08/2016 às 11h23.

Impeachment: Lewandowski ameaça cancelar almoço de senadores

Ministro pediu que os parlamentares parassem de fazer discursos inoportunos e que se ativessem às questões de ordem do julgamento

Rebeca Bastos
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

 

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que comanda o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, ameaçou cancelar o horário de almoço dos senadores se eles não respeitarem as orientações sobre pronunciamentos na sessão.

Após uma hora de sessão com diversos discursos políticos, Lewandowski pediu que os parlamentares parassem de fazer discursos inoportunos e que se ativessem às questões de ordem do julgamento. “Eu vejo que teremos que cancelar o almoço, e faremos isso se necessário”, disse. “Nós não podemos cercear o direito à palavra pela ordem, mas podemos cancelar o almoço, que não é regimental.”

De acordo com o ministro, poderá ser adotado um intervalo de apenas 15 minutos na sessão para que os senadores possam se alimentar. Um dos defensores de Dilma brincou, dizendo que isso seria um “crime contra os direitos da alimentação”.

Colaboraram Isabela Bonfim e Fábio Fabrini.