Publicado em 05/03/2016 às 14h20.

Instituto Lula é pichado com mensagens contra ex-presidente

Garagem de instituto amanheceu pichada com mensagens como "Luladrão", "basta de corrupção" e "sua hora chegou corrupto"

Agência Estado
SP - LAVA JATO/INSTITUTO LULA/PICHAÇÃO - POLÍTICA - Um dia depois do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante condução   coercitiva (quando o investigado é levado para depor) como parte da 24ª fase da Operação   Lava Jato, a fachada do Instituto Lula, no bairro do Ipiranga, zona sul da capital   paulista, amanheceu pichada com os dizeres: "Luladrão basta de corrupção, sua hora chegou   corrupto".   05/03/2016 - Foto: MARCELO GONCALVES/SIGMAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto; Marcelo Gonçalves / Estadão Conteúdo
A porta da garagem do Instituto Lula, que fica no Ipiranga, zona sul de São Paulo, amanheceu pichada com as seguintes mensagens contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: “Luladrão”, “basta de corrupção” e “sua hora chegou corrupto”.
A pichação ocorreu após o ex-presidente prestar depoimento na sexta-feira (4), dia tumultuado da 24ª fase da Operação Lava Jato. A Polícia Federal e a Procuradoria da República investigam Lula por suspeita de ter recebido presentes milionários de empreiteiras que formaram cartel na Petrobras entre 2004 e 2014.
O Instituto Lula foi um dos locais vasculhados pela PF na manhã de sexta-feira e teria recebido repasses de empreiteiras investigadas “a título de supostas doações e palestras”.
 Em entrevista coletiva após o depoimento, que durou mais de três horas, o petista disse ter se sentido ultrajado com a operação. Ele foi conduzido coercitivamente pela PF para depor em uma sala no Aeroporto de Congonhas.
“Eu me senti ultrajado, como se fosse prisioneiro, apesar do tratamento cortês do delegado da Polícia Federal”, disse. No final da coletiva, Lula mandou um recado. “Se quiseram matar a jararaca, não bateram na cabeça, bateram no rabo. A jararaca tá viva, como sempre esteve.”

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.