Publicado em 14/01/2016 às 08h57.

Feghali no Bonfim: ‘Delações deixaram de vazar seletivamente’

Deputada também falou sobre a situação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha

Rodrigo Aguiar
Deputada Jandira Feghali _PCdoB_ Foto_ Rodrigo Aguiar
Deputada Jandira Feghali (PCdoB/RJ) participa do Cortejo do Bonfim. Foto: Rodrigo Aguiar/Bahia.Ba

Presente no cortejo da Lavagem do Bonfim, a deputada Jandira Feghali (PCdoB, RJ) não se furtou em falar ao Bahia.Ba sobre o cenário político do país e  a respeito das últimas deleções premiadas  que chegaram a conhecimento da imprensa.  “O que chama a atenção é que agora as delações começaram a vazar menos seletivamente e foram também pro outro lado e respigaram no senador Aécio Neves e no ex-presidente Fernando Henrique. Já pra Eduardo Cunha as coisas só fazem piorar, pois o nome dele é cada vez mais citado”, refletiu.

Jandira também falou sobre a situação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que enfrenta um processo no Conselho de Ética por ter mentido em plenário sobre a existência de contas no exterior e  é acusado de manobrar politicamente sobre o um possível afastamento da presidente Dilma Rousseff.  “Cunha quer arrastar essa página do Impeachment até o meio do ano, e nós não queremos isso, queremos instalar a comissão,  debater o assunto e matar o tema na Câmara, mas enquanto ele tiver poder para manipular o jogo ele o fará. Eu espero também que o Conselho de Ética da Câmara evolua no processo legal de Cunha dele e que a gente avance e saia dessa inércia que está colocada aí”.