Publicado em 08/04/2019 às 12h51.

João Roma diz ter sido sondado para ser líder do governo na Câmara

Missão seria "incrementar" a articulação da base de Bolsonaro na Casa; padrinho político, ACM Neto nega indicação

Alexandre Santos
Luiz Felipe Fernandez/bahia.ba
Luiz Felipe Fernandez/bahia.ba

 

O deputado federal João Roma (PRB) afirmou nesta segunda-feira (8) estar sendo sondado por parlamentares da base do presidente Jair Bolsonaro (PSL) para ser líder do governo na Câmara. Atualmente, o posto é ocupado pelo major Vitor Hugo (PSL-GO).

“Houve a manifestação de alguns parlamentares que viram minha desenvoltura nesse início de mandato. Meu perfil conciliador também confirmou meu nome em evidência. Mas ainda não ocorreu nada de forma concreta. Não houve especificamente um convite ainda, até por que continua o major Vitor Hugo como líder do governo, e ele precisa ser respeitado nessa posição”, declarou Roma em evento ao lado do prefeito ACM Neto (DEM).

“É claro que também não existe candidatura para liderança de governo, uma vez que é uma ato unilateral, da vontade do presidente da República. Eu manifestei que, independente de cargo ou posição, eu sei muito bem da minha responsabilidade em Brasília, que é representar muito bem a população que me colocou em Brasília. Soube que se discutiu bastante em torno de e um nome com o meu perfil não quer dizer exatamente que seria o meu nome”, disse Roma, cuja missão, segundo ele, seria a de incrementar a articulação governista na Casa.

Mais cedo, ACM Neto afirmou apoiar o nome do ex-chefe de Gabinete caso Bolsonaro o convide. Ele negou, entretanto, participar de qualquer negociação para emplacar o nome do apadrinhado político.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.