Publicado em 26/02/2021 às 21h20.

Jornalista que fez pergunta sobre caso Flávio a Bolsonaro é demitido de prefeitura

Profissional estava de folga da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e cobria o evento cadastrado por um jornal

Redação
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

 

O jornalista João Renato Jácome teve o decreto de exoneração publicado no Diário Oficial da Prefeitura de Rio Branco nesta sexta-feira (26), dois dias após questionar ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre a decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) em anular a quebra do sigilo bancário do filho dele Flávio Bolsonaro (Republicanos).

A pergunta foi feita na última quarta-feira (24), dia de folga do jornalista na prefeitura, quando ele foi cobrir a visita do presidente ao Acre. Na ocasião, ele estava como profissional credenciado pelo jornal Estadão. Antes de ser demitido, Jácome era chefe de gabinete na Secretaria Municipal de Meio Ambiente e estava no cargo há pouco mais de um mês.

Em entrevista ao UOL, o jornalista revelou que ficou sabendo da demissão pela imprensa e que, apesar de “surpreso e muito triste”, não iria “baixar a cabeça”.

“Vou continuar trabalhando e fazendo o que eu sempre fiz. Uma coisa que ninguém pode me acusar é de ter feito algo errado. Não fui exonerado por um crime, por improbidade, por incompetência. Fui exonerado porque estava trabalhando, e isso incomodou, infelizmente”, afirmou.

Segundo o diretor de comunicação da prefeitura, Ailton Oliveira de Freitas, o jornalista foi demitido porque “estava em horário de trabalho para o município e estava trabalhando para terceiros”.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.