Publicado em 19/04/2021 às 10h52.

Leda Nagle compartilha fake news de que Lula e STF armaram para matar Bolsonaro

Após a repercussão da live, o perfil atribuído ao diretor-geral da Polícia Federal que fazia as "denúncias" foi retirado do ar

Redação
Foto: Twitter
Foto: Twitter

 

A jornalista e escritora Leda Nagle teve seu nome entre os assuntos mais comentados das redes sociais na manhã desta segunda-feira (19) após compartilhar uma fake news envolvendo ministros do Supremo Tribunal Federal, Lula e o presidente Jair Bolsnaro.

Durante uma live, a apresentadora leu tweets de um perfil creditado ao novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, no qual ele sugeria que o STF e o petista tiveram a “ideia de matar Bolsonaro”.

“Acreditem ou não mas o STF quer acabar com o presidente porém eles não irão conseguir por um motivo bem forte, mais da metade das cadeiras dos urubus de capa preta RECEBERAM PROPINA e antes que caia meu perfil novamente vou dizer para vocês, A IDEIA DE MATAR BOLSONARO”, diz o tuíte lido por Leda Nagle em live.

O perfil, no entanto, não tem o selo de autenticidade do Twitter, o que leva a crer que ele não pertence a Maiurino. Após a repercussão da live, o perfil creditado ao diretor-geral da Polícia foi retirado do ar.

No dia 15 de abril duas contas associadas ao novo diretor-geral da Polícia Federal foram desativadas. Uma estava sendo usada para aplicar golpes financeiros e outro fazia duras críticas ao governador de São Paulo João Dória.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.