Publicado em 22/08/2019 às 20h20.

Magistrados, membros do MP e delegados da PF realizam ato em Salvador

Para entidades, projeto do abuso de autoridade coloca em risco a independência do Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal

Redação
Foto: Ascom/ Conselho Nacional de Justiça
Foto: Ascom/ Conselho Nacional de Justiça

 

Magistrados estaduais, federais e do Trabalho, integrantes do Ministério Público e delegados da Polícia Federal realizam um ato em Salvador, na sexta-feira (23), contra a aprovação do projeto do abuso de autoridade.

O protesto acontecerá às 11h, no auditório do Fórum Juiz Antônio Carlos Araújo de Oliveira, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT5), no bairro do Comércio.

O ato é realizado pela Associação dos Magistrados da Bahia (Amab), Associação do Ministério Público do Estado da Bahia (Ampeb), Associação dos Juízes Federais da Bahia (Ajufba), Associação dos Juízes federais do Brasil – Seccional Bahia (Ajufe), Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 5ª Região (Amatra5), Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT) e Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF).

No entendimento das entidades, o projeto coloca em risco a independência do Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal, além de desrespeitar prerrogativas das categorias e atingir diretamente o trabalho de combate à corrupção e ao crime organizado.

Na manhã desta quinta-feira (22), durante a abertura do IV Simpósio Nacional de Combate à Corrupção da ADPF, na capital baiana, os presidentes das entidades apresentaram uma nota conjunta em repúdio ao texto.

PUBLICIDADE