Publicado em 21/03/2019 às 12h20.

MDB lamenta prisão de Temer: ‘Não há irregularidade por parte do ex-presidente’

Partido diz que Justiça teve "postura açodada" e defende presunção de inocência do emedebista

Redação
Foto: Reprodução/Agência Brasil
Foto: Reprodução/Agência Brasil

 

Em nota divulgada nesta quinta-feira (21), o MDB criticou a prisão do ex-presidente Michel Temer. Ele foi detido em São Paulo pela força-tarefa da Lava Jato do Rio de Janeiro.

O ex-ministro Moreira Franco também foi preso no Rio de Janeiro. A PF cumpre mandados contra mais seis pessoas, entre elas empresários.

“O MDB lamenta a postura açodada da Justiça à revelia do andamento de um inquérito em que foi demonstrado que não há irregularidade por parte do ex-presidente da República, Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco. O MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa”, ressaltou o partido em nota.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro. Desde quarta-feira (20), a PF tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso. Por isso, a operação prevista para as primeiras horas da manhã desta quinta-feira atrasou.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.