Publicado em 15/05/2019 às 17h07.

Ministro pergunta se deputados conhecem carteira de trabalho: ‘Aquela azul’

Abrham Weintraub culpou os governos dos petistas Lula e Dilma Rousseff pela situação da educação no país.

Redação
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

 

Na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (15), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que o contingenciamento dos recursos para universidades públicas foi feito para que o governo “cumpra a lei”.

“O Ministério da Economia, do qual Paulo Guedes é titular, e esteve várias vezes aqui, explicou que, pela Lei de Responsabilidade Fiscal, temos que começar a contingenciar quando a receita não corresponder ao que foi orçado no ano anterior pelo Congresso Nacional”, afirmou.

Vaiado pela oposição, o ministro culpou os governos dos petistas Lula e Dilma Rousseff pela situação da educação no país e atacou os deputados.

“Eu fui bancário de carteira assinada, trabalhei muito, recebi o ticket. Vocês conhecem carteira de trabalho? Aquela azul?”, disparou para os parlamentares, contando em seguida um caso envolvendo Lula.

“Quem ligou para o dono do Santander na Espanha para pedir a cabeça de uma bancária colega minha foi o Lula”, afirmou Weintraub.

Os oposicionistas pediram a demissão do ministro, que precisou ser alertado pelo deputado Marcos Pereira (PRB), que presidia a sessão no momento, para que responda aos questionamentos dos congressistas dentro do tema.

PUBLICIDADE
Temas: Educação , ministro