Publicado em 19/07/2016 às 20h00.

Moro libera Dilma de prestar depoimento na Lava Jato

Presidente afastada foi arrolada como testemunha de defesa pelos advogados do empresário Marcelo Odebrecht

Redação
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Foto: Roberto Stuckert Filho / PR

 

Após ser arrolada como testemunha de defesa do empresário Marcelo Odebrecht, a presidente afastada Dilma Rousseff foi liberada de prestar depoimento pelo juiz federal Sérgio Moro.

De acordo com informações do Globo, inicialmente o magistrado havia aceitado o pedido dos advogados do empreiteiro, mas depois mudou de ideia. Dilma prestaria depoimento por escrito.

A defesa de Odebrecht havia colocado a petista como testemunha na ação que apura repasses de propina por meio do Setor de Operações Estruturadas da empresa, revelado na 26ª etapa da operação Lava-Jato, batizada de Xepa. Além de Odebrecht, a ação também investiga o marqueteiro do PT João Santana, preso na 23ª fase, batizada de Acarajé.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.