Publicado em 13/05/2020 às 15h34.

Negativo para Covid-19, Bolsonaro usou nomes falsos como ‘Airton’ e ‘Rafael’

Exames foram apresentados pela Advocacia-Geral da União (AGU) e divulgação foi determinada pelo ministro Lewandowski, do STF

Redação
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

O presidente Jair Bolsonaro usou os pseudônimos “Airton Guedes” e “Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz” para fazer os exames do novo coronavírus. Em todos os três exames, os resultados deram negativo para a Covid-19.

De acordo com informações da Folha de S.Paulo, a identificação foi assegurada a partir dos números dos documentos pessoais, como RG e CPF, e data de nascimento. Esses dados indicam que os exames seriam, mesmo, do presidente.

Os resultados foram divulgados depois de decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, determinar ampla divulgação dos documentos. Os exames foram entregues pela Advocacia-Geral da União (AGU).