Publicado em 05/03/2018 às 17h50.

Neto fica dividido entre razão e emoção sobre sua candidatura

"Me dá muito medo fazer o que eu fiz por Salvador aos 39 anos de idade, e renunciar correndo o risco de não ganhar", desabafou o prefeito, conforme relato obtido com exclusividade pelo bahia.ba

Redação
Foto: Secom
Foto: Secom

 

Reunido com sua bancada na Câmara Municipal nesta tarde (encontro antecipado com exclusividade pelo bahia.ba), ACM Neto (DEM) relatou sua angústia diante do dilema que se tornou sua candidatura ao governo do Estado neste ano: concluir seu mandato de prefeito mais bem avaliado do País ou se lançar na disputa e dar sua gestão ao vice Bruno Reis (MDB).

“Me dá muito medo fazer o que eu fiz por Salvador aos 39 anos de idade, e renunciar correndo o risco de não ganhar”, disse o prefeito conforme relatou um vereador em anonimato à reportagem.

“Aquela vibração que existia antes não existe mais. Ele está temeroso. Ele deixou isso visível pra quem quisesses ver”, disse o vereador em off.

Para completar o receio, ACM Neto tem consigo pesquisas que dão vitória de Rui no primeiro turno.

Apesar do desabafo, o democrata parece não ter ganhado compreensão de todos os vereadores. A maioria dos 31 aliados teria reiterado sua insatisfação com a indecisão sobre sua candidatura.

PUBLICIDADE