Publicado em 10/03/2016 às 08h36.

‘Nunca estivemos na base de Neto’, diz vice do PDT em Salvador

Se o PDT fechar oficialmente com o governo do estado, os vereadores Kiki Bispo e Leandro Guerrilha, que já disseram apoiar ACM Neto, devem deixar a sigla

João Brandão
(Foto: Evilásio Junior / bahia.ba)
(Foto: Evilásio Junior / bahia.ba)

 

O vice-presidente do PDT em Salvador e diretor-geral do Ibametro, Randerson Leal, disse que seu partido nunca esteve na base de ACM Neto (DEM), prefeito da capital baiana, apesar do atual secretário municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego, Severiano Alves, ser da sigla, como também sua antecessora, Andrea Mendonça. Durante a entrevista ao programa Uziel Tá na Área, com Evilásio Junior, na Rádio Vida FM 101,6, o pedetista afirmou que só está esperando o governador Rui Costa voltar da China para concretizar o apoio ao governo do estado.

“Nunca pertencemos à  base do governo de ACM Neto. Severiano é indicado pela composição nacional feita por Lupi [Carlos, presidente do PDT], não do PDT oficialmente. Como temos o secretário de Agricultura no governo da Bahia, Oziel Oliveira na Adab, como tem eu no Ibametro. Rui Costa é nosso grande líder político aqui na Bahia. Existia divergência de pensamentos”.

Se o PDT fechar oficialmente com o governo do estado, os vereadores Kiki Bispo e Leandro Guerrilha, que já disseram apoiar ACM Neto, devem deixar a sigla. “Depende deles. São vereadores atuantes, competentes. Queria muito que eles ficassem se a gente apoiasse Rui Costa”, explicou.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.