Publicado em 23/03/2016 às 09h38.

PDT volta para o governo e vereadores deixam partido

Os edis Kiki Bispo e Leandro Guerrilha já entregaram o pedido de desfiliação ao presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e devem ir para o PTB

João Brandão
(Foto: Evilásio Junior / bahia.ba)
(Foto: Evilásio Junior / bahia.ba)

 

O vereador de Salvador Kiki Bispo anunciou, durante o programa Uziel Bueno Tá na Área, com Evilásio Junior, da Rádio Vida FM 106,1, nesta quarta-feira (23), a sua desfiliação do PDT e do seu colega de Câmara Leandro Guerrilha, após a legenda voltar a apoiar o governador Rui Costa (PT). “Estamos sem partido. Comuniquei o desligamento, a desfiliação, de forma amigável. Agradeci pelo tempo que fiquei lá. Tinha projetos bacanas, mas por causa da nova conjuntura que o PDT tomou, pedi a desfiliação”, afirmou, ao revelar que a carta foi entregue pessoalmente ao presidente nacional pedetista, Carlos Lupi, após conversa com o dirigente estadual, o deputado federal Félix Mendonça Júnior.

A sigla ainda deixará a gestão do prefeito ACM Neto (DEM), em que ocupa a pasta municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego (Sedes), com Severiano Alves.

PTB – A dez dias do fim da janela de transferências partidárias, os edis precisam correr contra o tempo para se filiar a algum partido. Questionado se o PTB é um caminho, Kiki admitiu. “Sou muito prático. Estamos conversando, sim. PTB agrada, tem uma bandeira trabalhista. A conversa vai acabar definindo nossos caminhos. Provavelmente iremos para o PTB”, reconheceu.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.